sábado, 8 de novembro de 2014

MÁQUINA TESLA-EINSTEIN DE ENERGIA ESCURA

SERIA POSSÍVEL FAZER A MÁQUINA PROPOSTA POR TESLA?
OU SERIA DIFERENTE DA QUE EINSTEIN PROPUNHA?

Resumindo Tesla:
Uma torre transmitiria ao espaço e qualquer pessoa que se instalasse em casa o aparelho que captasse e ajustasse a eletricidade recebida para seu uso, estaria usando força elétrica sem limites e dispensado de taxas.
 As especulações sobre o que realmente Tesla estava enxergando, nunca chegaram a qualquer conclusão sobre a viabilidade desse sistema gratuito de energia residencial.
E se isso fosse possível, é evidente que empresas, serviços públicos, navios e aeronaves fariam a mesma coisa. A interrogação que fica é sobre o tamanho dos receptores, a segurança que deveriam ter e a capacidade do transmissor.
Olhando com bastante atenção a época em que ele falou disso e pediu empréstimo bancário em parceria com a Westinghouse, podemos imaginar que era uma onda de rádio de comprimento longo.
Essa vibração estaria em permanente transmissão no que hoje chamamos de "Nuvem". Possivelmente as antenas receptoras seriam simples antenas direcionais melhoradas das antigas captadoras de radioamadores.
Já quanto ao aparelhamento de recepção, se não admitirmos que Tesla tinha conhecimento dos cristais de silício hoje saturando a eletrônica, fica difícil pensar que essa transmissão da torre fizesse algum efeito, além dos equipamentos de áudio melhorados. Prendev, J. Bedini, Beardine e outros, entenderam que se tratava de Magnetismo Escalar.
Outros adeptos de faíscas estáticas, asseguram que é nesse campo que Tesla propunha seus sitema.
Parece que a perseguição de Edson, juntamente com o sistema de Bancos, conseguiram na realidade apagar qualquer tese que ele tivesse proposto.
Assim, nunca vimos uma proposta que melhorasse o entendimento desse invento.
Chegam mesmo a afirmar que razões comerciais e financeiras foram responsáveis por esse bloqueio feito sobre a ciência.

Resumindo Einstein:
Em primeiro lugar ele deixava entender que o campo da energia escura ou invisível é o vazio que separa objetos, astros, partículas, sem ser quântico. Isto significa que ele entendia que esse espaço era contínuo, sem qualquer composição feita de pequenos impulsos ou pedaços de material. Categoricamente ele recusava que o meio em que a luz se propaga seja elétrico, material ou magnético. Faltou sempre entender como ele via a natureza dessa estrutura contínua.
Hoje os estudiosos especulam que seria fluídico esse material/energia. Mas, fluídico é apenas um material composto de pequenos pedaços extremamente deslisantes, isto é, quânticos. 
Antes do fim de sua vida ele punha em dúvida que as duas realidades (mundo quântico e campo invisível) fossem mesmo unificáveis em só uma realidade, ou que uma ficasse reduzida à outra.
O que a ciência sabe bem até hoje é que essa força da inércia-gravitação se manifesta em ação linear e para que a usemos em nosso campo há que conseguir que esa linearidade faça mover um eixo.
E a afirmativa de poucos meses antes a respeito dessa tese a concluir a máquina, é de que deveria ser de ordem prática, permitindo experimento. E ele disse: "não me sinto ainda em condições de propor como será feita essa experimentação". Nós pensamos e todos os estudiosos deixaram entender que falta definir a natureza desa massa contínua invisível para daí propor algum experimento,

Síntese de ambas as idéias
Tudo nos faz entender que são duas idéias incompatíveis. Não encontraram os estudiosos algo que possa produzir uma síntese de princípios que não estão ainda bem definidos pela natureza do campo a ser suporte e fundamento da máquina. 

A situação atual
Em termos de ciência, os estudiosos recusam aceitar imposições ideológicas, políticas, religiosas ou de ordem mercantil e financeiro para impedir o avanço dos conhecimentos.
Acho muito rudimentar dizer que o Banco J. P. Morgan e seus aliados Rothschild e Rokfeller impediram a ambos apresentar suas máquinas. E o argumento de terem medo de perder seus financiamentos de fios de cobre para as grandes redes transmissoras também é demasiado fraco, pois já se usa alumínio e tratam de supercondutores.
Me parece que os grandes Banqueiros e seus Executivos são Inteligentes.
Pessoas inteligentes neste momento estão sentindo uma falta de descobertas na área das energias.
A chegada ao fim dessa pesquisa vai trazer ao mundo um fornecimento ilimitado de energia.
Logo, todos os possíveis financiadores de energias estão ansiosos pela conclusão dessa pesquisa.
E tudo indica que já sabem que essa descoberta só deve acontecer uma vez na História Humana.
Já quanto aos cientistas, mesmo tendo examinado os Motos Perpétuos que não sobram energia e não permitem transgredir as leis da conservação da energia, e ao lado as faiscas estáticas e as máquinas de motores magnéticos em ganho escalar, continuam recusando que alguma delas seja proveniente da massa escura, do ponto zero, energia imnvisível, livre ou ilimitada.


Nenhum comentário: